Tunápolis / Saúde / 20/09/2017 - 14:47
Tempo seco: atenção à sua saúde
Médica de Tunápolis, Andressa Kono

O clima e a baixa umidade podem ressecar as mucosas, e o acúmulo de poluentes no ar também pode deixar o corpo mais vulnerável a problemas alérgicos e respiratórios, como irritações nos olhos, nariz, garganta e pele. Acabam por serem atingidas as pessoas que são naturalmente mais frágeis, como crianças e idosos, ou aquelas que já possuem alguma doença que tem probabilidade de agravar com esse período.Por isso, alguns cuidados são fundamentais durante o clima seco.

Conforme a médica da Unidade de Saúde de Tunápolis, Andressa Kono, a hidratação, com ingestão de água é imprescindível neste período. “Os demais desconfortos podem ser amenizados com uso de soro fisiológico para lavagem dos olhos e nariz, bem como fazer nebulização com aparelho, somente com soro fisiológico após orientação de um profissional de saúde”, ressalta.

Segundo ela, medicações a base de soro fisiológico para hidratar o nariz de pessoas que sofrem mais com o ressecamento e também colírios lubrificantes para os olhos são uma boa alternativa. “Outra opção barata e efetiva é o velho balde de água deixado nos ambientes para melhorar a umidade do local. Já que o tempo seco costuma trazer pó aos ambientes, é interessante não varrer a casa, mas sim passar pano somente com água e evitar enfeites que possam acumular poeira, tais como cortinas e tapetes. Manter a casa sempre bem limpa, arejada e bem iluminada é um bom investimento em sua saúde”, explica.

Conforme Andressa, as doenças que mais costumam agravar com o clima seco são: rinites, asma e outras doenças caracterizadas popularmente como alérgicas, como a tosse seca e coceiras na pele. “A principal característica das alergias é a coceira. As rinites apresentam coceira em toda a face ou somente nariz e olhos, associado a espirros, obstrução e coriza nasal. As alergias de pele também causam coceira, secura e descamação da mesma, por isso a importância do uso de hidratantes sem perfume ou corantes. A asma, por sua vez, tem a falta de ar e tosse seca como suas principais características”. Andressa frisa que doenças alérgicas nada têm a ver com gripe, sinusite ou pneumonia, já que estas costumam afetar mais o estado geral da pessoa.

Segundo Andressa, a prática de atividades físicas é recomendada em todas as estações do ano. “Com o tempo seco devemos apenas tomar algumas precauções. Neste período, o mais importante é ainda a ingestão adequada de água. Deve-se evitar os horários de pico do sol e também os horários de temperaturas mais frias”, ressalta.

Andressa explica que crianças, de modo geral, possuem o sistema imunológico ainda em desenvolvimento, o que as tornam alvo fácil de resfriados. “O ideal é subir degrau a degrau, construindo um organismo saudável. O bebê que recebe aleitamento materno tem menor chance de desenvolver alergias no geral. É conhecido que indivíduos que recebem leite de vaca precocemente são mais suscetíveis a doenças respiratórias. O melhor é investir em uma alimentação saudável, sendo o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e, quando liberado, as crianças devem ingerir alimentos variados, principalmente frutas, verduras e legumes, ricos em vitaminas e sais minerais. Ademais, consumir muita água é de grande importância, assim como exposição solar em horários certos”, explica.

Segundo Andressa, em caso de rinites, resfriados sem febre, alergias de pele, a procura de um médico deve ser feita na unidade de saúde, já que são doenças de evolução benigna, causam desconforto, porém raramente evoluem com complicações. “Já a asma, quando em crise, pode levar a pessoa a morte se não receber assistência médica e cuidados brevemente. Vale ressaltar a importância de não realizar automedicação e lembrar que todos os casos carecem de avaliação de profissional de saúde, desde os mais simples a situações agudas”.

Fonte: Fernando Weiss

[ Clique aqui para visualizar em tela cheia ]


COMPARTILHE:


(49) 36770907

Rua São Bonifácio, 78 - Centro
Itapiranga - SC
CEP 89.896-000

Mapa de Localização
Acesse nossos canais:

Portal Força d'Oeste © Todos os direitos reservados
Desenvolvido por DBlinks Agência Digital