Iporã do Oeste / Segurança / 05/04/2017 - 16:22
451 mil motoristas catarinenses ficarão impedidos de dirigir

Conforme o comandante Sérgio Becker, do posto 12 da Polícia Rodoviária, de Iporã do Oeste, 451 mil CNHs de motoristas em SC deverão ser entregues nos fóruns da polícia neste ano, por terem o direito de dirigir suspenso. O principal motivo da suspensão é que estes motoristas ultrapassaram o limite de 20 pontos – 14 no caso de motoristas profissionais – no período de 12 meses ou cometeram infrações gravíssimas que causam suspensão direta da CNH, como dirigir 50% acima da velocidade permitida ou embriagado.

Todos estes casos ocorreram entre 2012 e 2016 e segundo o comandante, eles foram julgados em período que demora até cinco anos. Nos últimos anos o processo está mais rápido, o que justifica o elevado número de carteiras suspensas em 2017.

Antes da punição, o motorista tem direito a 45 dias para apresentar defesa por escrito. O condutor é informado sobre a suspensão via correio, através da polícia ou Detran. A penalidade varia entre um mês a um ano (ou dois, para reincidentes).

Becker explica que no caso de o motorista ser flagrado dirigindo com a CNH suspensa, poderá sofrer multa de R$ 880,00, termo circunstanciado e elevação do período de apreensão.

Já se o motorista dirigir com a CNH apreendida e for flagrado dirigindo, ela será cassada. Neste caso ele fica dois anos sem dirigir, para depois fazer todo processo de novo. “Às vezes o condutor anda 50% acima da velocidade permitida, fica dois meses com a carteira suspensa e não percebe. Se for abordado, leva multa de R$ 1.500,00 e ainda responde termo circunstanciado. Então o pessoal precisar cuidar”, alerta o comandante.

Fonte: Adilson Kipper



COMPARTILHE:


(49) 36770907

Rua São Bonifácio, 78 - Centro
Itapiranga - SC
CEP 89.896-000

Mapa de Localização
Acesse nossos canais:

Portal Força d'Oeste © Todos os direitos reservados
Desenvolvido por DBlinks Agência Digital